Homem detido por criticar Bolsonaro questiona: “Queria saber que crime eu cometi”

Ele relata que ninguém o viu, mas que os PMs vieram em sua direção no momento e lhe deram um mata leão fazendo com que ele caísse no chão.

O homem relatou que no momento em que os policiais o abordaram não tinha ninguém lhe ouvindo. Mas que os policiais o algemaram e o derrubam no chão. Ele conta que ficou preocupado pois usa uma prótese em sua perna e estava sentindo dor.

Foi informado através da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) que o homem foi levado para o Juizado Especial Criminal (Jecrim) para que fosse preservada sua integridade. Mas segundo o vendedor não ocorreu desta forma.

Pra Rogério não existe nenhuma justificativa para que fosse algemado no momento, visto que ele estava sozinho no local. Além disso ele alega que não havia nenhum risco para sua integridade no momento como foi informado pela Secretaria para justificar que ele tenha sido conduzido até o Jecrim.

O advogado do torcedor alegou que irá o representar contra os policiais a respeito de um abuso de autoridade cometido por eles diante deste ato. Ele informou também que seu cliente irá depor na Ouvidoria das Polícias do estado.

 

Via: g1.globo.com

Escrito por Reginaldo Ribeiro Teodoro

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.