Adriana Colin, Carol Nakamura e Caçulinha falam sobre a vida “pós Faustão”

Os três foram procurados para contar a respeito de suas carreiras depois que deixaram o programa

Recentemente, onze bailarinas foram demitidas no programa Domingão do Faustão. Ainda que a renovação do quadro de dançarias do programa fosse algo esperado, a demissão massiva acabou pegando algumas profissionais de surpresa e criou um clima tenso nos bastidores da atração global.

Com forma de tentar acalmar os ânimos, a redação do UOL procurou por três profissionais que marcaram a história do Domingão do Faustão e atualmente não estão mais no programa para contar a respeito da vida “pós Faustão”. Um ponto em comum entre os três profissionais é a afirmação de que o seu tempo no programa serviu para abrir diversas portas.

O primeiro dos profissionais a dar o seu depoimento a  UOL foi Rubens Antonio da Silva, conhecido como  Caçulinha.  Embora ele não esconda que sente saudades do tempo no Domingão do Faustão, Rubens afirma que após sair do programa foi para o Todo Seu, conduzido por Ronnie Von. Nesse programa, ele continuou tocando piano e acordeão com os convidados.

Atualmente, Caçulinha não está mais na TV. Entretanto, ele continua atuando como músico e realizando participações em shows, bem como fazendo gravações para musicais, filmes e comerciais.

Quem também falou a respeito do seus oito anos no Domingão foi Adriana  Colin. Dentro do programa ela desempenhava uma função que pode ser considerada uma “promoção” da função de bailarina: apresentadora dos merchandisings.

Escrito por Reginaldo Ribeiro Teodoro

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.